Recurso existe e ponte sobre o Rio Madeira será concluída, assegura Ministro após reunião com Mariana e Alan Rick

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, garantiu nesta quarta-feira (17) que a conclusão da Ponte Rio Madeira acontecerá até o final deste ano. A declaração foi feita durante reunião com os deputados Alan Rick (DEM-AC) e Mariana Carvalho (PSDB-RO). No encontro com os parlamentares, Freitas anunciou que irá a Abunã (RO) no dia 2 de maio para conferir a obra e reforçar o compromisso de conclusão.

Fundamental para Rondônia e Acre, a ponte fará a ligação entre os dois estados por via terrestre, o que hoje ocorre por meio de balsa, na altura do distrito de Abunã, onde a BR-364 é interrompida por cerca de um quilômetro no encontro com o rio Madeira.

Cerca de 90% da obra já está realizada. Para o término, R$ 20 milhões ainda são necessários. Dessa parte R$ 8 milhões já haviam sido garantidos. “Não podíamos ver parada uma obra tão importante por causa dessa parte que estava faltando. Por isso, viemos trazer o pleito ao ministro que nos garantiu que a obra não vai parar”, afirmou Mariana Carvalho.

Tarcísio Freitas garantiu que o recurso necessário está assegurado já que esse é um empreendimento considerado prioritário pelo ministério. “O recurso existe e a obra será finalizada o quanto antes, pois ela é fundamental”, disse.

O deputado Alan Rick ressaltou que a entrega da ponte vai reduzir os custos logísticos e representará um importante passo para o desenvolvimento do Acre. “A nossa alegria, ao sair dessa reunião, é pela garantia do ministro de que a ponte vai sair até dezembro, pois esse é um assunto muito caro aos nossos estados”, disse.

Os deputados reforçaram que a obra concluída será um importante passo para a atração de investimentos e o incremento da produção agrícola na região.

A BR-364 é a única ligação terrestre do Acre com o restante do Brasil. Com o fim da necessidade da balsa haverá redução dos custos logísticos e garantia de escoamento da produção.  O trajeto entre as margens do rio é feito, em média, em meia hora. Mas, em períodos de cheia e seca, leva-se mais de uma hora.

Com a conclusão da ponte, será possível romper o Madeira em poucos segundos. Além disso, não será mais necessário o pagamento de uma taxa para atravessar o rio. Atualmente, o valor cobrado para uma carreta bitrem carregada é de R$ 149.

Durante a reunião, deputados apresentaram outras demandas dos estados e cobraram respostas do Ministério. Foto: Alberto Ruy

Visita à obra

O ministro confirmou a agenda na região Norte no dia 2 de maio, quando sairá de Brasília para Rondônia. Além da visita à ponte Rio Madeira, percorrerá de carro a rodovia que liga Amazonas e Rondônia, uma das prioridades entre as obras do ministério.

“Com essas ações do Ministério teremos a oportunidade de levar o desenvolvimento aos estados de Rondônia e do Acre. Teremos a grata alegria de receber o ministro Tarcísio no início de maio, visitando a Ponte do Rio Madeira e em seguida conhecendo o percurso da BR-319, que liga Porto Velho a Manaus”, concluiu Mariana.

 

 

 

Fonte: Assessoria | Agência Atos

Posts Recentes