Mariana Carvalho destaca que vacina BCG poderá ser uma aliada contra a Covid-19

Deputada foi convidada pelo Ministro Marcos Pontes para participar da cerimônia de início dos ensaios clínicos que pretendem conhecer a eficácia da vacina contra o novo Coronavírus

A vacina BCG, usada em bebês contra a tuberculose, começou a ser testada contra a Covid-19. Mil profissionais da saúde serão testados.  Os ensaios clínicos começaram nesta segundafeira (5) e são liderados pela RedeVírus, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). 

A Deputada Federal Mariana Carvalho foi convidada pelo Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, para participar da solenidade de inauguração dos testes. O convite se deu em razão do trabalho da Deputada na elaboração de leis para o enfrentamento à pandemia e por apoiar as vacinas que estão sendo desenvolvidas no Brasil. Inclusive o Orçamento do Ministério para a Pesquisa foi aprovado pelos parlamentares.

Mariana tem acompanhado de perto todos os esforços que o País está empreendendo para conseguir imunizar a população contra a Covid-19 de maneira universal, ou seja com todos os brasileiros vacinados e imunizados contra a doença. 

A parlamentar destacou que o trabalho da UFRJ é mais um importante aliado nessa luta. “Caso os testes comprovam a eficácia da vacina BCG contra a Covid, teremos em nossas mãos, já com tecnologia própria, esse imunizante”, afirmou Mariana.

A pesquisa se baseia no fato de que os países que fazem uso da BCG tiveram uma taxa de contaminação por  Covid-19 bem menor que os demais. Os pesquisadores acreditam que a BCG aumenta a imunidade contra a doença, especialmente os casos mais graves dela, o que será observado nos próximos 12 meses nos voluntários testados. 

Mesmo que comprovada a eficácia, a BCG não vai substituir uma vacina própria contra a Covid-19. Mariana Carvalho explica que esse será mais um reforço na luta contra a doença. 

“Nosso desejo é que a eficácia e segurança de todas as vacinas seja comprovada, pois assim, será possível uma cobertura universal mais rápida. Continuamos trabalhando e apoiando todas as iniciativas”, destacou a deputada. 

Mariana ressaltou que tem acompanhado todo o trabalho de outros laboratórios como é o caso da Fiocruz, na produção da Vacina de Oxford; e do Butantan, com a Sinovac. Ainda estão em teste no Brasil a vacina da BioNTech/Pfizer e da Johnson-Johnson.

O Ministro Marcos Pontes afirmou que o Brasil também está buscando criar sua própria vacina. Para isso, 15 protocolos estão sendo realizados no País.

Posts Recentes