Colesterol alto é uma das principais causas do surgimento de doenças cardiovasculares


Com a proximidade do Dia Mundial de Combate ao Colesterol, celebrado em 8 de agosto, a deputada federal Mariana Carvalho, que é médica com especialidade em cardiologia, alerta para a importância do controle das taxas de colesterol para prevenir e combater as doenças cardiovasculares. 

Mariana lembra que apesar de ser um lipídio essencial para o bom funcionamento do organismo, se consumido em excesso, torna-se perigoso.

O colesterol pode ser considerado um tipo de gordura produzida em nosso organismo e presente em vários alimentos, como carne, leite integral e ovos, por exemplo. É responsável pela produção de hormônio e vitamina D. 

Ela lembra, porém, que seu excesso no sangue é prejudicial ao organismo, favorecendo doenças cardiovasculares, como ataques cardíacos e infartos. Para evitar isso, Mariana lembra da importância de uma alimentação saudável, rica em frutas, legumes, folhas, carne branca e substituição do óleo por azeite no preparo das refeições.

De acordo com a OMS, 17,5 milhões de pessoas morrem por doenças cardiovasculares por ano. No Brasil, são cerca de 350 mil mortes anualmente: o dobro de mortes por câncer. 

É duas vezes mais que todas as mortes decorrentes de câncer e seis vezes mais que as provocadas por todas as infecções no país.

Iluminação Especial

Na próxima semana, o Congresso Nacional receberá uma iluminação especial em alusão ao dia de combate ao colesterol. O prédio será iluminado na cor rosa, em referência à campanha e em atendimento a um pedido da deputada Mariana Carvalho. 

O pedido para essa iluminação especial surgiu após uma solicitação do GAC Grupo de Advocacia Cardiovascular. 

Webinar 

Também nesta semana a deputada participou do Webinar “Diálogos Estadão” que debateu o tema. 

A parlamentar falou sobre o seu projeto que cria o Dia Nacional de Conscientização de Doenças Cardiovasculares na mulher. O PL 1136/19. A proposta já foi aprovada pela Câmara e aguarda apreciação pelo Senado. 

Ela explica que a incidência dessas doenças nas mulheres cresceu de forma alarmante nos últimos anos e, por isso, é tão importante que haja esse alerta em nível nacional. Também explica que ao tratar o tema com as mulheres, toda a sociedade é alertada. 

Posts Recentes