Bancada feminina discute incidência de problemas cardíacos em mulheres; debate foi solicitado por Mariana Carvalho

Em 9 de julho é celebrado o Dia Nacional de Alerta contra a Insuficiência Cardíaca, doença que atinge cerca de três milhões de brasileiros e que se manifesta por meio de sintomas como falta de ar, fadiga e inchaço dos pés e pernas, e que pode matar metade dos pacientes em até cinco anos. Trata-se da terceira causa de internação em pessoas com mais de 60 anos. Atualmente no Brasil, cerca de 30% dos casos de infarto têm mulheres como vítimas.

Para debater o tema, a Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados realizará na próxima quarta-feira, 14 de julho, às 13h, uma reunião com a bancada feminina, em alusão à data. O debate foi solicitado pela deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO) e terá apoio do Grupo de Trabalho de Saúde, coordenado pela deputada Soraya Manato (PSL-ES), e integra uma série de eventos que serão realizados pelos GTs instituídos pela Secretaria da Mulher.

Em 17 de junho último, o Plenário da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 1136/2019, da deputada Mariana Carvalho, que cria o Dia Nacional da Conscientização das Doenças Cardiovasculares na Mulher, a ser celebrado em 14 de maio. A proposta recebeu parecer favorável da relatora, deputada Rose Modesto (PSDB-MS) e agora está em análise pelo Senado Federal.

Mulheres morrem mais de infarto – Estudos constatam que as mulheres têm maior chance de morte depois de instalado o infarto. Com o envelhecimento da população e a mudança do estilo de vida, as doenças cardiovasculares passaram a liderar as causas de mortalidade feminina, na frente do câncer de mama, útero e ovário. De cada dez vítimas fatais no Brasil quatro são mulheres, sendo que há 50 anos esse número não chegava a 10%. Mais de 200 mulheres morrem por dia vítimas de infarto, sendo as cardio e cerebrovasculares a principal causa de morte, chegando a matar seis vezes mais do que o câncer de mama.

Para alertar sobre o tema, o debate contará com apresentação de dados dos seguintes especialistas convidados: Dr. Sérgio Okane, secretário de Atenção Especializada à Saúde do Ministério da Saúde; Paula Frajano Menezes, da Associação Brasileira de Apoio à Família com Hipertensão Pulmonar e Doenças Correlatadas (ABRAF); Dr. Múcio Tavares, do Instituto do Coração (Incor); Dr. Edmar Bocchi, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP); e Mariana Kliemann Marchioro, da Secretaria de Estado de Saúde de Santa Catarina.

O evento será transmitido pelo canal YouTube da Secretaria da Mulher:
https://www.youtube.com/channel/UCOljDhw2bRyBhhTTC-IMifQ

Posts Recentes